Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Olhar o Horizonte...

Olhar o Horizonte...

Discernimento, respeito, e compreensão precisam-se!


Olhar o Horizonte...

19.08.18

Há tanta maldade, tanto ódio, tanta vontade de prejudicar o outro, que questiono se estas  pessoas não andam a precisar de umas boas aulas de psicologia, para saber o que é uma boa atitude, para entender a melhor forma de lidar com as situações e com as pessoas que menos gostamos.

 

Um grupo de trabalho, onde há pessoas que não simpatizam umas com as outras recebem um convite para ir a uma festa de anos, em que esse convite é para apenas 4 do total de 5 desse mesmo grupo. Como é mais do que óbvio, a pessoa que não foi convidada não vai, e diz isso mesmo, mas o grupo diz que tem de ir porque se precisarem de ir realizar uma tarefa partirão desse local todos juntos. A pessoa que não foi convidada insiste que não vai porque há pessoas nesse aniversário que a detestam, nomeadamente pessoas chegadas ao aniversariante, mas não é só por causa disso que não vai é também pelo facto de não ter sido convidada, e que se encontra no seu local de trabalho, e é dali que se sai sempre para a realização de uma determinada tarefa. O restante grupo diz que não está a agir bem, e no fim acaba por não ir ninguém, e culpam esta pessoa de ser a culpada da situação! 

Surreal não é!

Alguém, no seu mais perfeito juízo iria a uma festa sem ser convidado? Ainda para mais quando alguns dos que lá estão não gostam nada dessa pessoa! E depois ela é que fica mal na história, a dizerem que não está a agir bem! Por favor...

 

O ano passado aconteceu-me algo idêntico e eu recusei-me a ir porque não fui convidada, mas o restante grupo acabou por ir na mesma, mas claro, fartaram-se dizer mal de mim! No dia seguinte a pessoa que fez os convites veio dizer-me que podia ter ido na mesma, que não haveria problema, e eu expliquei que tive a atitude correta e que não me pareceu errado não ter sido convidada, até porque não estava lá há muito tempo, e porque nós só convidamos as pessoas que nos são mais próximas para certas ocasiões. A pessoa em causa compreendeu a minha atitude, mas voltou a frisar que não lhe teria parecido mal se tivesse ido.

Neste caso que acabei de apresentar, a história não irá terminar como a minha!

 

Ninguém é obrigado a gostar de toda a gente, nós não agradamos a todos, mas devemo-nos respeitar uns aos outros, não prejudicando, não desejando mal. Não é preciso andar aos abraços e beijinhos, simplesmente ser-se educado, e falar o necessário, em especial quando essas pessoas trabalham connosco. Esta atitude torna tudo muito mais fácil na convivência entre pessoas, entre um grupo de trabalho!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor