Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Olhar o Horizonte...

Olhar o Horizonte...

Pobreza em Portugal


Olhar o Horizonte...

19.11.18

Li um artigo da "TSF" que refere que em Portugal existem dois milhões e meio de portugueses pobres. E o que define pobreza? A pobreza é não ter capacidade financeira para pagar renda de casa, comida, medicamentos, e educação. Muitas pessoas, infelizmente, têm de pensar se disponibilizam grande parte do seu reduzido salário para medicamentos ou comida!

783€ É o montante ideal que todas as pessoas deveriam auferir para terem uma vida digna! Posso já dizer que antes de estar de baixa, nem de perto era isto que recebia de vencimento! Portanto faço parte dos pobres, que têm de fazer as contas até ao último cêntimo, e agora irá ser pior, pois a minha baixa irá ser muito reduzida, pois segundo li, só posso receber no máximo 75% do montante que auferia quando trabalhava, mesmo sendo doente oncológica (o meu vencimento base é o ordenado mínimo). Portanto toca a reduzir o vencimento ao máximo, e espero que não surja nenhum contratempo!

Para quem reside sozinho, o valor ideal será de 634€. No entanto, e se pensarmos nos idosos, há muitos no país cuja reforma não chega sequer aos 300€! Como é que estas pessoas sobrevivem? Com muitas ajudas, e outras possivelmente passam fome; passam muitas dificuldades para sobreviver.

No nosso país há tanta injustiça, e o valor das reformas é uma delas. Bem podem dizer que temos de ter 40 anos de descontos, pois mesmo cumprindo esta meta, muitas pessoas continuam  a se reformar apenas com 300 euros; revoltante!

Na minha opinião, o mínimo de uma reforma deveria ser o equivalente ao ordenado mínimo.

 

Depois há que falar do Rendimento Social de Inserção. Muitas pessoas acomodam-se de tal forma com RSI, que já não querem trabalhar. Na aldeia onde sou natural, as pessoas que o recebem dizem que preferem receber o RSI e comida de instituições, do que andar a trabalhar.

Deveria haver um acompanhamento da situação destas pessoas, para que não entrem neste vício, de não fazerem nada! Acho o RSI bom, pois há de facto situações preocupantes, mas quem o recebe deveria ser acompanhado; ser traçado um plano para quem benifica, nomeadamente na procura de emprego. A Segurança Social deveria ajudar na procura de emprego, e as pessoas não deveriam poder recusar as ofertas, pois se o fizessem não ficariam a receber nada! A melhor forma de reduzir o número de beneficiários do RSI deveria ser assim.

Há pessoas a receber o RSI sem necessidade, e já outras, que de facto necessitam, como pessoas portadoras com deficiência, não têm quaisquer apoios!

Eu sei que há poucos funcionários, mas o país iria poupar bastante se houvesse mais fiscalização. E não está em causa só a poupança, mas a justiça em cada situação.

 

Combater o desperdício para combater a pobreza

A luta contra o desperdício já começou, mas acho que deve impor-se ainda mais. Os restaurantes poderiam doar a comida que sobra todos os dias a várias instituições, e vez de deitar para o caixote do lixo. Felizmente já existem muitos restaurantes a ter esta atitude.

As empresas de produtos hortícolas podiam também doar os excedentes e os produtos que não são aceites pelas empresas de distribuição, ou então vender estes produtos a um preço irrisório.

A Rede Solidária do Medicamente é outra iniciativa de louvar, pois faz chegar os medicamentos a pessoas que não têm possibilidades financeiras de os adquirir.

Iniciativas como estas, e muitas mais, podem ser realizadas e prol do bem-estar de todos nós!

Se atualmente as pessoas não se focassem tanto no seu próprio umbigo, o mundo seria muito melhor!

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor